Materiais utilizados em APH

O atendimento pré-hospitalar é um trabalho essencial na hora de socorrer vítimas de acidentes. Pessoas recém acidentadas são sempre atendidos por profissionais de APH, e para o socorrista cumprir com sua função, eles devem ter sempre em mãos os materiais corretos que auxiliam no atendimento.

Neste artigo falaremos um pouco sobre os materiais utilizados em atendimentos pré-hospitalares e em quais ocasiões esses equipamentos e materiais são usados.

Quais são tipos de equipamentos presentes no atendimento pré-hospitalar?

Muitos materiais utilizados nos APHs são equipamentos para socorrer a vítima. A lista deles é a seguinte:

  • Equipamentos móveis de comunicação;
  • Equipamentos de uso exclusivo do médico;
  • Equipamentos para segurança no local do acidente;
  • Equipamentos de reanimação, administração de oxigênio e imobilização;
  • Curativos e materiais de uso obstétrico;
  • Equipamentos para checagem de sinais vitais;
  • Macas e outros acessórios;

Falaremos brevemente sobre alguns desses equipamentos de atendimento pré-hospitalar.

Equipamentos móveis de comunicação

Os equipamentos móveis de comunicação são todos aqueles equipamentos que permitem a comunicação do profissional de atendimento pré-hospitalar. Seja com o hospital ou com outros profissionais atuantes no socorro de uma vítima, a comunicação é essencial entre todos que atuam para salvar uma ou mais vítimas.

Assim sendo, os equipamentos que entram nesta categoria são os rádios de modo geral. Hoje, os rádios são utilizados amplamente pelo fácil uso e conexão entre eles.

Equipamentos para segurança no local do acidente

Os equipamentos para segurança são os famosos EPIs. Chamados também de equipamentos de proteção individual, eles ajudam o profissional de atendimento pré-hospitalar a não sofrer acidentes dentro de uma área de risco. Eles são materiais de uso obrigatório em qualquer emergência. Além disso, esses equipamentos evitam a transmissão de doenças e qualquer outro risco de acidente presente no local de atendimento da vítima.

Luvas descartáveis, máscaras, capacetes, óculos de proteção e outros equipamentos entram dentro dessa categoria.

Equipamentos de reanimação, administração de oxigênio e imobilização

O equipamentos de reanimação e de administração de oxigênio são os seguintes: cânula orofaríngea, reanimador manual, aspirador e administrador de oxigênio. Ademais, os equipamentos de imobilização são as talas, bandagens, cintos de fixação e o colete de imobilização. Explicaremos brevemente o que são cada um desses equipamentos.

Cânula orofaríngea

A cânula orofaríngea garante que as vítimas inconscientes em acidentes respirem. Quando elas estão inconscientes, a língua pode acabar “caindo” e obstruindo a passagem de ar.

Administração de oxigênio

Esse equipamento ajuda na hora de controlar o oxigênio de uma vítima, garantindo uma respiração suficiente e necessária para a manutenção de sua vida dentro do atendimento pré-hospitalar. A capacidade de oxigênio dessa unidade é de 300 litros, permitindo que pelo menos 12 litros de oxigênio sejam liberados por minuto.

Aspirador

O aspirador é um equipamento utilizado em caso de qualquer tipo de obstrução das cavidades respiratórias por secreções. Ele limpa e desobstrui essas áreas essenciais para a passagem de oxigênio.

Reanimador ventilatório manual

O reanimador ventilatório é utilizado para manter manualmente a respiração da vítima. Eles parecem “balões”, pois devem ser pressionados enquanto são utilizados.

Tala de madeira e papelão

Essas talas servem para imobilizar fraturas e outros tipos de ferimentos como luxações, por exemplo.

Cintos de fixação

Os cintos servem para prender a vítima de modo que ela não se mova para fraturar ou piorar a sua condição física.

Bandagens triangulares

Servem primeiramente para garantir que as bandagens e talas se fixem no corpo da vítima, impedindo a hemorragia.

Curativos e outros

Os curativos são outros materiais essenciais no atendimento das vítimas extra-hospitalares. As gazes, por exemplo, ataduras e bandagens fazem parte dessa área de materiais. Todos esses materiais são desenvolvidos para conter a hemorragia e impedir um sangramento excessivo da vítima, que pode ocasionar em morte.

A maca também serve para carregar a vítima em segurança. Em caso de acidentes de moto, por exemplo, é comum vermos que o(a)  acidentado(a) sempre sai em uma maca imobilizado. Isso ocorre do fato de que algumas fraturas, ocasionadas pelo movimento brusco da vítima, podem acarretar em danos no sistema nervoso.

Em resumo, esses são os materiais utilizados em APH. De modo geral, todos eles são utilizados nas ocorrências, independente da natureza do acidente. Os mais comuns, contudo, são as macas e curativos. Se você tem alguma dúvida sobre os materiais, comente nesta publicação que responderemos assim que possível.

Escolas de Socorrista APH por Região: